20.3 C
Brasília
sábado, março 6, 2021

Mais de 2 milhões de contribuintes já enviaram declaração do Imposto de Renda

Na primeira semana de entrega da declaração do Imposto de Renda Pessoa Física (IRPF), 2.020.909 contribuintes acertaram as contas com o Leão. Isso equivale a 6,12% do previsto...

Sem auxílio emergencial, Brasil registra mais dois milhões de pobres em janeiro de 2021

Leia Também

Mais de 2 milhões de contribuintes já enviaram declaração do Imposto de Renda

Na primeira semana de entrega da declaração do Imposto de Renda Pessoa Física (IRPF), 2.020.909 contribuintes acertaram as contas com o Leão. Isso equivale a 6,12% do previsto...

Guedes anuncia antecipação de 13º de beneficiários do INSS

  Pelo segundo ano consecutivo, os aposentados e pensionistas do Instituto Nacional de Seguridade Social (INSS) receberão o décimo terceiro salário de forma antecipada, disse há pouco...

Índia, Brasil e Rússia são os países que mais aceleram o ritmo da vacinação

A Índia, o Brasil e a Rússia são os três países que mais elevaram o ritmo de vacinação contra a COVID-19 neste mês de março. Segundo dados do Our World in Data, a Índia, grande...

COVID-19: Brasil vacinou 7,9 milhões de pessoas com 1ª dose

  O Brasil vacinou pelo menos 7.858.792 pessoas com a 1ª dose de imunizantes contra o coronavírus até as 17:00 horas de 30 minutos de sexta-feira...
Jonas Mellohttps://www.jornaldelesteaoeste.com/
Jornalista radialista e editor-chefe do Jornal de Leste a Oeste e do blog do Jonas Mello

Em janeiro deste ano, nada menos que dois milhões entraram para pobreza, segundo dados de uma pesquisa econômica do Portal de Notícias G1. Segundo os dados, o Brasil agora passa a ter aproximadamente 26 milhões na faixa da pobreza. O quantitativo de cidadãos na faixa da pobreza significa, assim, que 13% de toda a população brasileira está na situação de pobreza no país. 

O aumento foi causado sobretudo por causa do término do auxílio emergencial. O auxílio emergencial foi pago em 9 parcelas, de abril a dezembro de 2020. O Governo Federal realizou o pagamento de parcelas de R$ 600,00 e depois de R$ 300,00 para a população mais carente. Os pagamentos mensais acabaram ajudando muita gente nesta pandemia. 

Segundo os dados da pesquisa, durante os pagamentos da parcela do auxílio emergencial, o Brasil chegou a bater a margem de 8% de pobreza. Foi portanto a menor taxa de nível de pobreza desde a década de 1970, quando a pesquisa em questão começou a fazer as análises. O quantitativo de pessoas na linha da pobreza é maior do que o que se viu antes da pandemia. Em 2019, por exemplo, o Brasil tinha 24 milhões de pobres. Agora, em 2021, o número chega a 26 milhões.

- Advertisement -

Ùltimas Notícias

Mais de 2 milhões de contribuintes já enviaram declaração do Imposto de Renda

Na primeira semana de entrega da declaração do Imposto de Renda Pessoa Física (IRPF), 2.020.909 contribuintes acertaram as contas com o Leão. Isso equivale a 6,12% do previsto...

Guedes anuncia antecipação de 13º de beneficiários do INSS

  Pelo segundo ano consecutivo, os aposentados e pensionistas do Instituto Nacional de Seguridade Social (INSS) receberão o décimo terceiro salário de forma antecipada, disse há pouco...

Índia, Brasil e Rússia são os países que mais aceleram o ritmo da vacinação

A Índia, o Brasil e a Rússia são os três países que mais elevaram o ritmo de vacinação contra a COVID-19 neste mês de março. Segundo dados do Our World in Data, a Índia, grande...

COVID-19: Brasil vacinou 7,9 milhões de pessoas com 1ª dose

  O Brasil vacinou pelo menos 7.858.792 pessoas com a 1ª dose de imunizantes contra o coronavírus até as 17:00 horas de 30 minutos de sexta-feira...