AMC continua a indústria da multa em Fortaleza em 2019

0

Imagem do Google –
Somente a AMC – Autarquia Municipal de Trânsito arrecadou R$ 139 milhões com multas, em 2018, enquanto no início da gestão Roberto Cláudio, em 2013, a prefeitura arrecadou R$ 38 milhões. Se compararmos esses gastos, em uma conta simples, percebemos que esses valores representam 400% de aumento nos cofres públicos.
Infrações como estacionamento proibido, em faixa de pedestre, em fila dupla, tráfego na contramão, conversão proibida, uso de aparelho de celulares, não uso do capacete ou da viseira e uso de chinelo de dedo podem continuar sendo registradas pelos equipamentos. Arrecadar impostos sim, mas também é necessário gerar benefícios para a população.
É preciso que a tributação seja justa e em troca garanta melhorias para os contribuintes. Mas, o que se observa são crateras em milhares de ruas na capital, lixo nas calçadas, e muita sinalização através de faixas, tartarugas e buracos pintados sem asfalto.

Multas genéricas

O procurador da República, Oscar Costa Filho, alerta que “todo cidadão multado por câmera tem direito a receber a imagem congelada, para ter direito a defesa, o que não é possível por meio do videomonitoramento. Multas genéricas também estão proibidas, como multa por desatenção no trânsito”.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui