20.3 C
Brasília
quinta-feira, março 4, 2021

Senado aprova em 1º turno a PEC Emergencial, que recria auxílio emergencial

  O Senado aprovou na quarta-feira (03/03), em 1º turno, a Proposta de Emenda à Constituição Emergencial - PEC, com medidas de controle dos gastos públicos e...

Brasil: Comissão da Câmara discutirá ‘até onde vai’ imunidade parlamentar, diz Lira

Leia Também

Senado aprova em 1º turno a PEC Emergencial, que recria auxílio emergencial

  O Senado aprovou na quarta-feira (03/03), em 1º turno, a Proposta de Emenda à Constituição Emergencial - PEC, com medidas de controle dos gastos públicos e...

Estado de São Paulo entra na fase vermelha à meia-noite de sábado (06)

  O governador do Estado de São Paulo, João Doria, anunciou na quarta-feira (03/03), o novas diretrizes para o Plano São Paulo. A partir das 0:00 horas...

Câmara aprova programa emergencial para setor de eventos

  A Câmara dos Deputados aprovou nesta quarta-feira (03/03) o projeto de lei que cria o Programa Emergencial de Retomada do Setor de Eventos - PERSE. Os deputados chegaram a aprovar o texto-base na terça-feira...

Rede que vendia vacinas falsas da COVID-19 é desmontada na África do Sul e China

  Uma rede de distribuição global de vacinas falsas contra as infecções do novo coronavírus foi desmantelada na África do Sul e na China e,...
Jonas Mellohttps://www.jornaldelesteaoeste.com/
Jornalista radialista e editor-chefe do Jornal de Leste a Oeste e do blog do Jonas Mello

Arthur Lira Comissão da Câmara discutirá ‘até onde vai’ imunidade parlamentar, diz Lira

 

Após a Câmara dos Deputados manter preso o deputado federal Daniel Silveira (PSL/RJ), o presidente da Casa, Arthur Lira (PP-AL), anunciou a formação de uma comissão multipartidária por “esclarecimento de até onde vai o alcance” da imunidade parlamentar. Segundo ele, a situação de Silveira foi trata na “abstração do tema”. “É para que casos como esse não voltem a acontecer”, afirmou o deputado.

Segundo o presidente da Câmara, a comissão será formada por parlamentares de todos os partidos e terá foco a análise do artigo 53 da Constituição Federal, que trata da inviolabilidade penal de deputados e senadores por votos e opiniões. Arthur Lira afirmou que estará em discussão também a questão sob o ponto de vista dos poderes do Supremo Tribunal Federal (STF).

O deputado disse que não possui opinião formada ainda, mas que será discutido se ministros podem decidir monocraticamente prender um deputado ou senador — como aconteceu no caso de Silveira, detido inicialmente apenas por decisão do ministro Alexandre de Moraes. Questionado se discutirá o assunto com o STF, Lira afirmou que a decisão de mudanças legislativas cabe apenas ao Congresso. “Quem faz as leis somos nós. O Judiciário julga e o Executivo executa”, afirmou.

 

Fonte: CNN Brasil

- Advertisement -

Ùltimas Notícias

Senado aprova em 1º turno a PEC Emergencial, que recria auxílio emergencial

  O Senado aprovou na quarta-feira (03/03), em 1º turno, a Proposta de Emenda à Constituição Emergencial - PEC, com medidas de controle dos gastos públicos e...

Estado de São Paulo entra na fase vermelha à meia-noite de sábado (06)

  O governador do Estado de São Paulo, João Doria, anunciou na quarta-feira (03/03), o novas diretrizes para o Plano São Paulo. A partir das 0:00 horas...

Câmara aprova programa emergencial para setor de eventos

  A Câmara dos Deputados aprovou nesta quarta-feira (03/03) o projeto de lei que cria o Programa Emergencial de Retomada do Setor de Eventos - PERSE. Os deputados chegaram a aprovar o texto-base na terça-feira...

Rede que vendia vacinas falsas da COVID-19 é desmontada na África do Sul e China

  Uma rede de distribuição global de vacinas falsas contra as infecções do novo coronavírus foi desmantelada na África do Sul e na China e,...