20.3 C
Brasília
segunda-feira, março 1, 2021

Está ‘quase tudo certo’ para nova rodada do auxílio emergencial, diz Bolsonaro

  O presidente da República Jair Messias Bolsonaro afirmou nesta segunda-feira (01/03), que está "quase tudo certo" para o pagamento de uma nova rodada do auxílio emergencial....

Brasil: Juíza do TJ-RJ é assassinada na Barra da Tijuca

Leia Também

Está ‘quase tudo certo’ para nova rodada do auxílio emergencial, diz Bolsonaro

  O presidente da República Jair Messias Bolsonaro afirmou nesta segunda-feira (01/03), que está "quase tudo certo" para o pagamento de uma nova rodada do auxílio emergencial....

  Faturamento no quarto trimestre foi recorde e chegou a R$ 12,6 bilhões, crescimento de 33,2% em relação ao mesmo período de 2019   A Caixa Seguridade...

INEP divulga gabaritos da reaplicação do Enem. Resultado sai em março de 2021

    O Ministério da Educação (MEC) divulga, nesta segunda-feira (01/03), os gabaritos e os cadernos de questões da reaplicação do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). Participantes...

Presidente Jair Bolsonaro pode privatizar empresas estatais por decreto

  Segundo especialistas, a maioria das estatais na lista não precisa do aval dos parlamentares e pode ser incluída no PND, a desejo do governo, por...
Jonas Mellohttps://www.jornaldelesteaoeste.com/
Jornalista radialista e editor-chefe do Jornal de Leste a Oeste e do blog do Jonas Mello

Crime foi no início da noite desta quinta. Assassino é o ex-marido, que estava separado da vítima. Ele está preso.

 

A juíza Viviane Vieira do Amaral Arronenzi do Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro (TJ-RJ) foi assassinada a facadas na Barra da Tijuca, Zona Oeste do Rio, no início da noite desta quinta-feira (24/12). Segundo a polícia, o autor do crime é o ex-marido dela, o engenheiro Paulo José Arronenzi, que foi preso e levado para a Delegacia de Homicídios. A juíza foi esfaqueada na Avenida Rachel de Queiroz, na frente das três filhas do casal. 

O assassinato foi registrado em um vídeo que circula nas redes sociais e é investigado pela polícia. Na gravação, as meninas pedem para ele parar de golpear a juíza. Em setembro, Viviane havia feito um registro de lesão corporal e ameaça contra o ex-marido, que foi enquadrado na Lei Maria da Penha. Ela chegou a ter escolta policial concedida pelo TJ-RJ, mas pediu para retirá-la posteriormente. 

O presidente da AMB, Renata Gil, destacou sua “indignação e repulsa” diante do assassinato da magistrada. “O feminicídio é o retrato de uma sociedade marcada ainda pela violência de gênero. Precisamos combater este mal”, enfatizou Renata Gil. O Ministério Público do Rio de Janeiro também manifestou pesar pela morte da juíza e repúdio ao feminicídio. O órgão enfatizou que irá acompanhar as investigações a respeito do crime por meio da Promotoria de Justiça.

 

Fonte: G1

- Advertisement -

Ùltimas Notícias

Está ‘quase tudo certo’ para nova rodada do auxílio emergencial, diz Bolsonaro

  O presidente da República Jair Messias Bolsonaro afirmou nesta segunda-feira (01/03), que está "quase tudo certo" para o pagamento de uma nova rodada do auxílio emergencial....

  Faturamento no quarto trimestre foi recorde e chegou a R$ 12,6 bilhões, crescimento de 33,2% em relação ao mesmo período de 2019   A Caixa Seguridade...

INEP divulga gabaritos da reaplicação do Enem. Resultado sai em março de 2021

    O Ministério da Educação (MEC) divulga, nesta segunda-feira (01/03), os gabaritos e os cadernos de questões da reaplicação do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). Participantes...

Presidente Jair Bolsonaro pode privatizar empresas estatais por decreto

  Segundo especialistas, a maioria das estatais na lista não precisa do aval dos parlamentares e pode ser incluída no PND, a desejo do governo, por...

Vacina totalmente nacional contra o coronavírus pode ficar pronta em um ano

  A UFMG - Universidade Federal de Minas Gerais concluiu a primeira etapa da pesquisa de uma vacina contra o novo coronavírus. A novidade é...