20.3 C
Brasília
sábado, março 6, 2021

Mais de 2 milhões de contribuintes já enviaram declaração do Imposto de Renda

Na primeira semana de entrega da declaração do Imposto de Renda Pessoa Física (IRPF), 2.020.909 contribuintes acertaram as contas com o Leão. Isso equivale a 6,12% do previsto...

Cepa britânica pode ser mais letal que vírus original, afirmam cientistas

Leia Também

Mais de 2 milhões de contribuintes já enviaram declaração do Imposto de Renda

Na primeira semana de entrega da declaração do Imposto de Renda Pessoa Física (IRPF), 2.020.909 contribuintes acertaram as contas com o Leão. Isso equivale a 6,12% do previsto...

Guedes anuncia antecipação de 13º de beneficiários do INSS

  Pelo segundo ano consecutivo, os aposentados e pensionistas do Instituto Nacional de Seguridade Social (INSS) receberão o décimo terceiro salário de forma antecipada, disse há pouco...

Índia, Brasil e Rússia são os países que mais aceleram o ritmo da vacinação

A Índia, o Brasil e a Rússia são os três países que mais elevaram o ritmo de vacinação contra a COVID-19 neste mês de março. Segundo dados do Our World in Data, a Índia, grande...

COVID-19: Brasil vacinou 7,9 milhões de pessoas com 1ª dose

  O Brasil vacinou pelo menos 7.858.792 pessoas com a 1ª dose de imunizantes contra o coronavírus até as 17:00 horas de 30 minutos de sexta-feira...
Jonas Mellohttps://www.jornaldelesteaoeste.com/
Jornalista radialista e editor-chefe do Jornal de Leste a Oeste e do blog do Jonas Mello

vir biotech coronavirus rep Cepa britânica pode ser mais letal que vírus original, afirmam cientistas

Cientistas do governo britânico têm cada vez mais indícios que a variante do novo coronavírus encontrada pela primeira vez no Reino Unido é mais mortal que o vírus original. No mês passado, os pesquisadores afirmaram que havia uma “possibilidade realista” de que a variante fosse mais letal. Agora, no entanto, eles dizem que é “provável” que a nova cepa esteja relacionada a um risco maior de hospitalização e morte. As informações são do jornal americano The New York Times.

O governo não anunciou publicamente as novas descobertas baseadas em pesquisas sobre a a B.1.1.7. Um documento publicado em site do governo na sexta-feira (12/02) indica que as pesquisas foram utilizadas em reunião da alta cúpula britânica. A variante já foi detectada em, no mínimo, 82 países. Cientistas norte-americanos estimam que a variante pode acabar tornando-se a versão dominante do vírus nos Estados Unidos em março de 2021.

“Calcular quando podemos aliviar restrições tem que ser influenciado por isto”, afirmou o professor associado de microbiologia celular da Universidade de Reading, Simon Clarke, ao New York Times sobre as novas descobertas. “Ele fornece provas extras de que esta variante é mais letal do que aquela com a qual lidamos da última vez”.

- Advertisement -

Ùltimas Notícias

Mais de 2 milhões de contribuintes já enviaram declaração do Imposto de Renda

Na primeira semana de entrega da declaração do Imposto de Renda Pessoa Física (IRPF), 2.020.909 contribuintes acertaram as contas com o Leão. Isso equivale a 6,12% do previsto...

Guedes anuncia antecipação de 13º de beneficiários do INSS

  Pelo segundo ano consecutivo, os aposentados e pensionistas do Instituto Nacional de Seguridade Social (INSS) receberão o décimo terceiro salário de forma antecipada, disse há pouco...

Índia, Brasil e Rússia são os países que mais aceleram o ritmo da vacinação

A Índia, o Brasil e a Rússia são os três países que mais elevaram o ritmo de vacinação contra a COVID-19 neste mês de março. Segundo dados do Our World in Data, a Índia, grande...

COVID-19: Brasil vacinou 7,9 milhões de pessoas com 1ª dose

  O Brasil vacinou pelo menos 7.858.792 pessoas com a 1ª dose de imunizantes contra o coronavírus até as 17:00 horas de 30 minutos de sexta-feira...