20.3 C
Brasília
domingo, junho 13, 2021

Segundo site, Pazuello terá novo cargo no Planalto

  Após deixar o Ministério da Saúde, Eduardo Pazuello vai assumir um novo cargo no Palácio do Planalto. A informação é de O Antagonista. De acordo com o site,...

Cláusula de calamidade de Guedes para novo auxílio ganha apoio na Câmara

Leia Também

Segundo site, Pazuello terá novo cargo no Planalto

  Após deixar o Ministério da Saúde, Eduardo Pazuello vai assumir um novo cargo no Palácio do Planalto. A informação é de O Antagonista. De acordo com o site,...

“Ministro é executor de decisões do presidente”, diz Mourão sobre novo ministro

  Nesta terça-feira (16/03), o vice-presidente Hamilton Mourão declarou que qualquer um que ocupe o cargo de ministro é "executor" das decisões tomadas pelo presidente da República....

Congresso promulga PEC Emergencial, que viabiliza retomada do auxílio emergencial

  O Congresso Nacional promulgou em sessão solene nesta segunda-feira (15/03) a Proposta de Emenda à Constituição conhecida como PEC Emergencial, que viabiliza a volta...

Pazuello vai pedir pra sair

    O presidente do Brasil Jair Messias Bolsonaro vai trocar nos próximos dias o comando do Ministério da Saúde, hoje a cargo do general Eduardo Pazuello....
Jonas Mellohttps://www.jornaldelesteaoeste.com/
Jornalista radialista e editor-chefe do Jornal de Leste a Oeste e do blog do Jonas Mello

Ministro da Economia, Paulo Guedes, fala sobre o projeto de autonomia do Banco C

 

A solução defendida pelo ministro Paulo Guedes por um novo auxílio emergencial, compensando os pagamentos com contrapartidas de corte de despesas, ganhou a adesão da cúpula da Câmara dos Deputados. Segundo relatos feitos à CNN, a ideia é atrelar o benefício extra teto de gastos a uma “cláusula de calamidade”, que seria inserida em um relatório mais amplo, que absorviria o teor da PEC Emergencial, de gatilhos para conter gastos, e da PEC do Pacto Federativo, que prevê a descentralização de recursos públicos.

A sinalização política pode agilizar a tramitação do assunto após o Carnaval  e abrir caminho para reduzir a resistência de uma ala do Congresso Nacional do Brasileiro que defende que o governo edite uma medida provisória com crédito extraordinário para acelerar a liberação do benefício. Apesar de mais rápida, a solução não agrada o Ministério da Economia, que teme passar uma mensagem para o mercado de irresponsabilidade fiscal. No cenário construído com o Legislativo, a nova situação de calamidade afastaria, em caráter provisório, limites fiscais como a regra de ouro e a necessidade de cumprir meta fiscal.

O governo foi alertado na quarta-feira (10/02), que diante da pressão dos partidos, o Congresso pode liderar a articulação por novo auxílio emergencial a partir do próximo dia 23 de fevereiro, se até lá nenhuma proposta concreta do Executivo for enviada. Segundo fontes do Palácio do Planalto, o presidente do Brasil Jair Messias Bolsonaro  ainda precisa referendar o teor da proposta debatida pela equipe econômica, sobretudo em relação a calibragem do remanejamento de gastos que estará no relatório do senador Marcio Bittar (MDB-AC).

- Advertisement -

Ùltimas Notícias

Segundo site, Pazuello terá novo cargo no Planalto

  Após deixar o Ministério da Saúde, Eduardo Pazuello vai assumir um novo cargo no Palácio do Planalto. A informação é de O Antagonista. De acordo com o site,...

“Ministro é executor de decisões do presidente”, diz Mourão sobre novo ministro

  Nesta terça-feira (16/03), o vice-presidente Hamilton Mourão declarou que qualquer um que ocupe o cargo de ministro é "executor" das decisões tomadas pelo presidente da República....

Congresso promulga PEC Emergencial, que viabiliza retomada do auxílio emergencial

  O Congresso Nacional promulgou em sessão solene nesta segunda-feira (15/03) a Proposta de Emenda à Constituição conhecida como PEC Emergencial, que viabiliza a volta...

Pazuello vai pedir pra sair

    O presidente do Brasil Jair Messias Bolsonaro vai trocar nos próximos dias o comando do Ministério da Saúde, hoje a cargo do general Eduardo Pazuello....

Mega-Sena: ninguém acerta as seis dezenas e prêmio vai a R$ 40 milhões

  Ninguém acertou as seis dezenas do concurso 2.352 da Mega-Sena, realizado na noite de sábado (13/03) no Espaço Loterias Caixa, no terminal Rodoviário Tietê,...