20.3 C
Brasília
sexta-feira, fevereiro 26, 2021

INSS divulga calendário para retomada das provas de vida

O Instituto Nacional do Seguro Social - INSS divulgou nesta sexta-feira (26/02) o calendário de retomada da prova de vida. O cronograma abrange as provas de...

COVID-19: pandemia mundial está deixando muitas sequelas em mais de 56,6% dos brasileiros

Leia Também

INSS divulga calendário para retomada das provas de vida

O Instituto Nacional do Seguro Social - INSS divulgou nesta sexta-feira (26/02) o calendário de retomada da prova de vida. O cronograma abrange as provas de...

Esperamos vacinar 170 milhões de brasileiros até o fim deste ano, diz Pazuello

O ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, disse nesta sexta-feira (26/02), que espera imunizar até junho 50% da população vacinável do país, atingindo 100% até o final do ano. Pelos...

Com tornozeleira eletrônica, “Barbie do Crime” ganha prisão domiciliar

A Justiça de Goiás autorizou prisão domiciliar, a partir desta sexta-feira (26/02), para a modelo conhecida como "Barbie do Crime", condenada por aplicar golpes...

Imposto de Renda 2021: prazo para entregar declaração vai de 1º de março a 30 de abril

Começou o prazo para declaração de Imposto de Renda e, junto com esta temporada, a enxurrada de reportagens falando sobre como fazer e a...
Jonas Mellohttps://www.jornaldelesteaoeste.com/
Jornalista radialista e editor-chefe do Jornal de Leste a Oeste e do blog do Jonas Mello

 

O instituto Paraná Pesquisas fez um levantamento e revela que, para a maioria dos brasileiros (56,6%), os efeitos da pandemia do novo coronavírus foi “pior do que esperava“, após quase um ano do surto da doença. O Nordeste concentra a maior taxa de pessoas que acreditam que a pandemia foi pior que o esperado: 60,6%. Para 19,2% das pessoas entre 25 e 34 anos, o surto de COVID-19 foi “melhor que o esperado”. É o maior índice da pesquisa.
O Paraná Pesquisas ouviu 2.218 brasileiros de 248 municípios, nos 26 estados e no Distrito Federal. A margem de erro é de 2%. De todos os entrevistados, 22,9% avaliam a pandemia o esperado e só 15,7% se surpreenderam “positivamente” com a crise provocada pela doença. Estão no Norte e no Centro-Oeste o maior número de pessoas que avaliam que a pandemia foi “melhor que o esperado”: 17,8%.
- Advertisement -

Ùltimas Notícias

INSS divulga calendário para retomada das provas de vida

O Instituto Nacional do Seguro Social - INSS divulgou nesta sexta-feira (26/02) o calendário de retomada da prova de vida. O cronograma abrange as provas de...

Esperamos vacinar 170 milhões de brasileiros até o fim deste ano, diz Pazuello

O ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, disse nesta sexta-feira (26/02), que espera imunizar até junho 50% da população vacinável do país, atingindo 100% até o final do ano. Pelos...

Com tornozeleira eletrônica, “Barbie do Crime” ganha prisão domiciliar

A Justiça de Goiás autorizou prisão domiciliar, a partir desta sexta-feira (26/02), para a modelo conhecida como "Barbie do Crime", condenada por aplicar golpes...

Imposto de Renda 2021: prazo para entregar declaração vai de 1º de março a 30 de abril

Começou o prazo para declaração de Imposto de Renda e, junto com esta temporada, a enxurrada de reportagens falando sobre como fazer e a...

Desemprego recua para 13,9%, mas Brasil fecha 2020 com maior taxa desde 2012

  O Brasil terminou 2020 com 13,9 milhões de pessoas desempregadas, o que corresponde a uma taxa de desocupação de 13,9% no último trimestre do ano. No mesmo período...