20.3 C
Brasília
quarta-feira, janeiro 27, 2021

Fake news: Bolsonaro não gastou 15 milhões com leite condensado; saiba

  Não é verdade que, sozinho, o presidente do Brasil Jair Messias Bolsonaro gastou R$ 15,6 milhões em leite condensado no ano passado, como alegam publicações nas Redes Sociais. A cifra...

Estudo comprova efeitos do uso preventivo da Ivermectina contra o coronavírus

Leia Também

Fake news: Bolsonaro não gastou 15 milhões com leite condensado; saiba

  Não é verdade que, sozinho, o presidente do Brasil Jair Messias Bolsonaro gastou R$ 15,6 milhões em leite condensado no ano passado, como alegam publicações nas Redes Sociais. A cifra...

Júlio Brizzi será líder do PDT na Câmara Municipal de Fortaleza

  Terceiro vereador mais votado da Capital, Júlio Brizzi (PDT/CE) deve ser anunciado como líder do PDT na Câmara Municipal de Fortaleza. parlamentar foi destaque nas urnas...

Projeto São José: R$ 325 milhões serão investidos para fortalecer ações produtivas

Em um evento virtual direto do Palácio da Abolição, o governador do Ceará, Camilo Santana lançou nesta terça-feira (26/01) os editais de seleção de...

Governo federal aprova auxílio emergencial para 196 mil pessoas

  O governo federal vai pagar, na próxima quinta-feira (28/01), mais de R$ 248 milhões de auxílio emergencial para 196 mil pessoas. A portaria do Ministério da Cidadania...
Jonas Mellohttps://www.jornaldelesteaoeste.com/
Jornalista radialista e editor-chefe do Jornal de Leste a Oeste e do blog do Jonas Mello

Nenhum estudo comprova ivermectina eficaz contra coronavírus, alerta  infectologista | NSC Total

 

A Universidade de Zagazig, no Egito, demonstrou a eficácia do uso de maneira profilática da Ivermectina contra as infecções causadas pela COVID-19. Em um estudo foi feito com 304 pessoas de familiares e contatos próximos de casos realmente confirmados do Coronavírus. O estudo foi realizado entre os meses de maio e julho e teve seus resultados publicados nesta quinta-feira (27/08). Os participantes foram divididos em dois grupos: os que receberam doses de ivermectina e os que não fizeram uso do medicamento e eram acompanhados por 14 dias após contato com familiar ou alguém próximo que havia testado positivo para o coronavírus.
O resultado demonstrou que 59 pessoas do grupo de 101 que não receberam profilaxia com ivermectina desenvolveram COVID-19 (58,4%). De 203 pessoas no grupo das que tomaram ivermectina, apenas 15 (7,4%) desenvolveram COVID-19. Outro dado importante é que nenhum dos pacientes que testaram positivo para o coronavírus envolvido neste estudo veio a óbito ou foi acometido por alguma forma mais grave da doença.
- Advertisement -

Ùltimas Notícias

Fake news: Bolsonaro não gastou 15 milhões com leite condensado; saiba

  Não é verdade que, sozinho, o presidente do Brasil Jair Messias Bolsonaro gastou R$ 15,6 milhões em leite condensado no ano passado, como alegam publicações nas Redes Sociais. A cifra...

Júlio Brizzi será líder do PDT na Câmara Municipal de Fortaleza

  Terceiro vereador mais votado da Capital, Júlio Brizzi (PDT/CE) deve ser anunciado como líder do PDT na Câmara Municipal de Fortaleza. parlamentar foi destaque nas urnas...

Projeto São José: R$ 325 milhões serão investidos para fortalecer ações produtivas

Em um evento virtual direto do Palácio da Abolição, o governador do Ceará, Camilo Santana lançou nesta terça-feira (26/01) os editais de seleção de...

Governo federal aprova auxílio emergencial para 196 mil pessoas

  O governo federal vai pagar, na próxima quinta-feira (28/01), mais de R$ 248 milhões de auxílio emergencial para 196 mil pessoas. A portaria do Ministério da Cidadania...

Micro e pequenas empresas devem aderir ao Simples até sexta-feira (29)

        Termina na próxima sexta-feira (29/01) o prazo para a regularização e inscrição no Simples Nacional das micro e pequenas empresas que faturam até R$ 4,8 milhões...