20.3 C
Brasília
segunda-feira, março 1, 2021

Butantan deve entregar 20 milhões de doses de vacinas em março, diz Dimas Covas

Dimas Covas, diretor do Instituto Butantan, afirmou neste domingo (28/02), que o órgão vai entregar mais 20 milhões de doses da Coronavac, vacina contra a COVID-19, até o...

INSS encerra 2020 com quase 1,7 milhão de benefícios represados

Leia Também

Butantan deve entregar 20 milhões de doses de vacinas em março, diz Dimas Covas

Dimas Covas, diretor do Instituto Butantan, afirmou neste domingo (28/02), que o órgão vai entregar mais 20 milhões de doses da Coronavac, vacina contra a COVID-19, até o...

Brasil registra 721 óbitos e 34 mil casos de COVID-19 nas últimas 24 horas

  O Ministério da Saúde divulgou os dados mais recentes sobre o coronavírus no Brasil neste domingo (28/02). O país registrou 721 óbitos nas últimas 24 horas,...

Butantan finaliza entrega de 3,9 milhões de doses da Coronavac ao Ministério da Saúde

  O Instituto Butantan enviou, na manhã deste domingo (28/02), uma nova remessa de 600 mil doses da Coronavac, produzida em parceria com a Sinovac, para o...

Repasses do Governo Federal para cada estado somente em 2020

Valores diretos: saúde e outros   Valores indiretos: suspensão e renegociação de dívidas: Acre: R$ 6,8 bilhões. Auxílio: R$ 1,38 bilhão.   Alagoas: R$ 18,09 bilhões. Auxílio: R$ 5,46 bilhões.   Amazonas:...
Jonas Mellohttps://www.jornaldelesteaoeste.com/
Jornalista radialista e editor-chefe do Jornal de Leste a Oeste e do blog do Jonas Mello

 

Em dezembro de 2020, havia cerca de 1,7 milhão de requerimentos de benefícios previdenciários na fila para concessão. Desse total, 1,2 milhão esperavam pela primeira avaliação do Instituto Nacional do Seguro Social e 477 mil já haviam passado pela análise do instituto e necessitavam que o segurado apresentasse documentação para serem concluídos.
O INSS informou que está ampliando o número de servidores na análise e concessão de requerimentos, o que diminuirá tanto o tempo de concessão quanto o estoque de pedidos. O tempo médio de concessão de benefícios no país era de 66 dias em dezembro. Atualmente, por lei, os pedidos devem ser analisados em um prazo de até 45 dias. O INSS conseguiu cumprir o que determina a lei entre junho e setembro, mas a partir de outubro o tempo de espera voltou a subir.
Fonte: G1
- Advertisement -

Ùltimas Notícias

Butantan deve entregar 20 milhões de doses de vacinas em março, diz Dimas Covas

Dimas Covas, diretor do Instituto Butantan, afirmou neste domingo (28/02), que o órgão vai entregar mais 20 milhões de doses da Coronavac, vacina contra a COVID-19, até o...

Brasil registra 721 óbitos e 34 mil casos de COVID-19 nas últimas 24 horas

  O Ministério da Saúde divulgou os dados mais recentes sobre o coronavírus no Brasil neste domingo (28/02). O país registrou 721 óbitos nas últimas 24 horas,...

Butantan finaliza entrega de 3,9 milhões de doses da Coronavac ao Ministério da Saúde

  O Instituto Butantan enviou, na manhã deste domingo (28/02), uma nova remessa de 600 mil doses da Coronavac, produzida em parceria com a Sinovac, para o...

Repasses do Governo Federal para cada estado somente em 2020

Valores diretos: saúde e outros   Valores indiretos: suspensão e renegociação de dívidas: Acre: R$ 6,8 bilhões. Auxílio: R$ 1,38 bilhão.   Alagoas: R$ 18,09 bilhões. Auxílio: R$ 5,46 bilhões.   Amazonas:...

Medida quer auxílio emergencial com 12 parcelas de R$ 300,00 até dezembro de 2021

  O Projeto de Lei 202/2021, de autoria do deputado federal Sidney Leite (PSD/AM), prevê que o auxílio emergencial continue sendo pago neste ano de...