20.3 C
Brasília
segunda-feira, abril 12, 2021

Segundo site, Pazuello terá novo cargo no Planalto

  Após deixar o Ministério da Saúde, Eduardo Pazuello vai assumir um novo cargo no Palácio do Planalto. A informação é de O Antagonista. De acordo com o site,...

Itaú demite 50 funcionários por pedirem auxílio de forma indevida

Leia Também

Segundo site, Pazuello terá novo cargo no Planalto

  Após deixar o Ministério da Saúde, Eduardo Pazuello vai assumir um novo cargo no Palácio do Planalto. A informação é de O Antagonista. De acordo com o site,...

“Ministro é executor de decisões do presidente”, diz Mourão sobre novo ministro

  Nesta terça-feira (16/03), o vice-presidente Hamilton Mourão declarou que qualquer um que ocupe o cargo de ministro é "executor" das decisões tomadas pelo presidente da República....

Congresso promulga PEC Emergencial, que viabiliza retomada do auxílio emergencial

  O Congresso Nacional promulgou em sessão solene nesta segunda-feira (15/03) a Proposta de Emenda à Constituição conhecida como PEC Emergencial, que viabiliza a volta...

Pazuello vai pedir pra sair

    O presidente do Brasil Jair Messias Bolsonaro vai trocar nos próximos dias o comando do Ministério da Saúde, hoje a cargo do general Eduardo Pazuello....
Jonas Mellohttps://www.jornaldelesteaoeste.com/
Jornalista radialista e editor-chefe do Jornal de Leste a Oeste e do blog do Jonas Mello

 

O banco Itaú emitiu um comunicado para anunciar a demissão de cerca de 50 funcionários que pediram o auxílio emergencial indevidamente. O benefício foi criado no ano passado para ajudar famílias de baixa renda na crise econômica promovida pela pandemia da COVID-19. O banco alegou desvio de conduta na demissão dos colaboradores.

“Para o Itaú Unibanco, ética é um valor fundamental, que deve ser cultivado não apenas nas decisões do banco, mas também dos seus colaboradores, que são orientados e treinados de forma recorrente sobre o tema. Desta forma, ao identificar que alguns dos seus profissionais solicitaram o auxílio emergencial disponibilizado pelo governo federal, prática que caracteriza desvio de conduta, o banco decidiu pelo desligamento desses colaboradores”, informou a instituição.

O Tribunal de Contas da União (TCU) afirmou que pelo menos 7,3 milhões de pessoas receberam o benefício de forma indevida no ano passado, o que custou R$ 54 bilhões aos cofres públicos. O governo gastou R$ 300 bilhões com o auxílio emergencial em 2020. Por esse valor ser muito alto, a discussão sobre a retomada do benefício, descontinuado em dezembro, foi prolongada.

- Advertisement -

Ùltimas Notícias

Segundo site, Pazuello terá novo cargo no Planalto

  Após deixar o Ministério da Saúde, Eduardo Pazuello vai assumir um novo cargo no Palácio do Planalto. A informação é de O Antagonista. De acordo com o site,...

“Ministro é executor de decisões do presidente”, diz Mourão sobre novo ministro

  Nesta terça-feira (16/03), o vice-presidente Hamilton Mourão declarou que qualquer um que ocupe o cargo de ministro é "executor" das decisões tomadas pelo presidente da República....

Congresso promulga PEC Emergencial, que viabiliza retomada do auxílio emergencial

  O Congresso Nacional promulgou em sessão solene nesta segunda-feira (15/03) a Proposta de Emenda à Constituição conhecida como PEC Emergencial, que viabiliza a volta...

Pazuello vai pedir pra sair

    O presidente do Brasil Jair Messias Bolsonaro vai trocar nos próximos dias o comando do Ministério da Saúde, hoje a cargo do general Eduardo Pazuello....

Mega-Sena: ninguém acerta as seis dezenas e prêmio vai a R$ 40 milhões

  Ninguém acertou as seis dezenas do concurso 2.352 da Mega-Sena, realizado na noite de sábado (13/03) no Espaço Loterias Caixa, no terminal Rodoviário Tietê,...