20.3 C
Brasília
sábado, março 6, 2021

Mais de 2 milhões de contribuintes já enviaram declaração do Imposto de Renda

Na primeira semana de entrega da declaração do Imposto de Renda Pessoa Física (IRPF), 2.020.909 contribuintes acertaram as contas com o Leão. Isso equivale a 6,12% do previsto...

Lei impede prefeitos eleitos de ‘abrir cofre’ em 2021

Leia Também

Mais de 2 milhões de contribuintes já enviaram declaração do Imposto de Renda

Na primeira semana de entrega da declaração do Imposto de Renda Pessoa Física (IRPF), 2.020.909 contribuintes acertaram as contas com o Leão. Isso equivale a 6,12% do previsto...

Guedes anuncia antecipação de 13º de beneficiários do INSS

  Pelo segundo ano consecutivo, os aposentados e pensionistas do Instituto Nacional de Seguridade Social (INSS) receberão o décimo terceiro salário de forma antecipada, disse há pouco...

Índia, Brasil e Rússia são os países que mais aceleram o ritmo da vacinação

A Índia, o Brasil e a Rússia são os três países que mais elevaram o ritmo de vacinação contra a COVID-19 neste mês de março. Segundo dados do Our World in Data, a Índia, grande...

COVID-19: Brasil vacinou 7,9 milhões de pessoas com 1ª dose

  O Brasil vacinou pelo menos 7.858.792 pessoas com a 1ª dose de imunizantes contra o coronavírus até as 17:00 horas de 30 minutos de sexta-feira...
Jonas Mellohttps://www.jornaldelesteaoeste.com/
Jornalista radialista e editor-chefe do Jornal de Leste a Oeste e do blog do Jonas Mello

 

Justiça federal Lei impede prefeitos eleitos de ‘abrir cofre’ em 2021

 

Os candidatos que saíram vitoriosos da eleição de 2020 com promessas de aumentar o serviço público e fazer concursos para funcionários encontrarão, no próximo ano, uma barreira legal. Custos com o funcionalismo e contratações devem ficar congelados durante todo o primeiro ano de mandato dos prefeitos eleitos. Uma lei aprovada em maio deste ano pelo Congresso Nacional Brasileiro impede a União, os Estados e os municípios de fazer qualquer contratação, reajuste ou reforma administrativa que traga aumento de despesa.

A regra foi incluída na lei complementar 173, que criou o programa federal de enfrentamento à pandemia do coronavírus. O congelamento de vagas e salários foi a contrapartida a um alívio financeiro de R$ 125 bilhões e à suspensão de pagamentos da dívida com a União, e vale até 31 de dezembro de 2021. Todos os municípios do País estão submetidos à regra. Na lei, há exceções previstas apenas para a reposição de cargos e contratações temporárias, inclusive para prestação de serviço militar.

O secretário executivo da Frente Nacional de Prefeitos, Gilberto Perre, critica a aprovação da regra única para os mais de 5 mil municípios brasileiros. Ele diz que as contas públicas em cidade têm situações muito diferentes, e lembra que a crise econômica tem pressionado o setor público a oferecer mais serviços nas áreas de saúde, educação e assistência social.

“Esses regramentos nacionais, para um país tão heterogêneo, sempre podem trazer complicações”, diz Perre, ex-prefeito de São Carlos, no interior paulista. “É óbvio que teremos de conter despesas, porque as receitas estão desfavoráveis. Mas engessar, de norte a sul e de leste a oeste, é generalizar demais”.

- Advertisement -

Ùltimas Notícias

Mais de 2 milhões de contribuintes já enviaram declaração do Imposto de Renda

Na primeira semana de entrega da declaração do Imposto de Renda Pessoa Física (IRPF), 2.020.909 contribuintes acertaram as contas com o Leão. Isso equivale a 6,12% do previsto...

Guedes anuncia antecipação de 13º de beneficiários do INSS

  Pelo segundo ano consecutivo, os aposentados e pensionistas do Instituto Nacional de Seguridade Social (INSS) receberão o décimo terceiro salário de forma antecipada, disse há pouco...

Índia, Brasil e Rússia são os países que mais aceleram o ritmo da vacinação

A Índia, o Brasil e a Rússia são os três países que mais elevaram o ritmo de vacinação contra a COVID-19 neste mês de março. Segundo dados do Our World in Data, a Índia, grande...

COVID-19: Brasil vacinou 7,9 milhões de pessoas com 1ª dose

  O Brasil vacinou pelo menos 7.858.792 pessoas com a 1ª dose de imunizantes contra o coronavírus até as 17:00 horas de 30 minutos de sexta-feira...