20.3 C
Brasília
domingo, março 7, 2021

Governador do RS determina o que cidadão pode ou não comprar no supermercado

  A venda de "produtos não essenciais" estará proibida nos supermercados do Rio Grande do Sul a partir de segunda-feira (08/03). A restrição foi anunciada...

MDB confirma candidatura à presidência do Senado e Simone Tebet lança pré-candidatura

Leia Também

Governador do RS determina o que cidadão pode ou não comprar no supermercado

  A venda de "produtos não essenciais" estará proibida nos supermercados do Rio Grande do Sul a partir de segunda-feira (08/03). A restrição foi anunciada...

Homem é morto a marteladas pelo próprio filho em São Paulo

  Em São Paulo , na Freguesia do Ó, Igor Fanti, de 21 anos, foi preso após matar seu pai, Vicente Dias Fanti, de 63 anos, a marteladas. Filho...

Pacote de estímulos de US$ 1,9 trilhão é aprovado pelo Senado dos EUA

  O Senado dos EUA aprovou, neste sábado (06/03), um pacote de estímulo de US$ 1,9 trilhão, uma das medidas centrais da estratégia do governo de...

Profecia de Bolsonaro, de que vírus acaba até dezembro, depende de sua renúncia

  O presidente do Brasil Jair Messias Bolsonaro vem dizendo, desde abril do ano passado, que a pandemia está acabando. Na sexta-feira (05/03), reforçou a...
Jonas Mellohttps://www.jornaldelesteaoeste.com/
Jornalista radialista e editor-chefe do Jornal de Leste a Oeste e do blog do Jonas Mello

 

Partido com a maior bancada do Senado, o MDB insistirá na regra da proporcionalidade e não abrirá mão de disputar a presidência da Casa, afirmou a presidente da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ), senadora Simone Tebet (MDB-MS), que já colocou sua postulação ao cargo. Outros integrantes da legenda, como o líder do governo no Senado, Fernando Bezerra Coelho (PE), o líder do governo no Congresso, Eduardo Gomes (TO), e o próprio líder do partido na Casa, Eduardo Braga (AM), também são cotados como possíveis candidatos da bancada, que se reuniu na quarta-feira (16/12). 

 

 

Será candidato aquele com maior viabilidade entre as outras bancadas. “Diferentemente do passado, o MDB não vai rachar e marcha unido na disputa pela presidência. É agora que o jogo começa”, disse a senadora, que já trava conversas com colegas e anunciou à bancada sua intenção de concorrer na reunião desta quarta. “O MDB hoje tem consciência de que o adversário não está dentro do partido e precisa buscar os votos fora”, disse, acrescentando que não há um prazo para a definição de um nome a ser apoiado por toda a bancada. 

O Senado tinha por tradição eleger como presidente o nome indicado pela maior bancada da Casa, seguindo o critério da proporcionalidade. A última disputa pelo comando do Senado, no entanto, resultou na escolha de um nome fora da regra, o do senador Davi Alcolumbre (DEM-AP). O MDB, na ocasião, havia rachado em uma disputa entre Tebet e Renan Calheiros (AL).

- Advertisement -

Ùltimas Notícias

Governador do RS determina o que cidadão pode ou não comprar no supermercado

  A venda de "produtos não essenciais" estará proibida nos supermercados do Rio Grande do Sul a partir de segunda-feira (08/03). A restrição foi anunciada...

Homem é morto a marteladas pelo próprio filho em São Paulo

  Em São Paulo , na Freguesia do Ó, Igor Fanti, de 21 anos, foi preso após matar seu pai, Vicente Dias Fanti, de 63 anos, a marteladas. Filho...

Pacote de estímulos de US$ 1,9 trilhão é aprovado pelo Senado dos EUA

  O Senado dos EUA aprovou, neste sábado (06/03), um pacote de estímulo de US$ 1,9 trilhão, uma das medidas centrais da estratégia do governo de...

Profecia de Bolsonaro, de que vírus acaba até dezembro, depende de sua renúncia

  O presidente do Brasil Jair Messias Bolsonaro vem dizendo, desde abril do ano passado, que a pandemia está acabando. Na sexta-feira (05/03), reforçou a...

PEC do auxílio emergencial prevê abater R$ 100 bilhões da dívida pública

  O Congresso deve liberar mais de R$ 100 bilhões que estão presos no caixa do governo para o abatimento da dívida pública. A Proposta de Emenda...