20.3 C
Brasília
quinta-feira, fevereiro 25, 2021

Senado brasileiro vai cobrar de Itaipu que abra “caixa preta” dos salários

  O presidente da Comissão de Fiscalização e Controle do Senado, senador José Reguffe (Podemos-DF), afirmou nesta quarta-feira (24/02) que vai cobrar oficialmente da Itaipu...

Paulo Guedes já tem “plano B” para a questão do auxílio emergencial

Leia Também

Senado brasileiro vai cobrar de Itaipu que abra “caixa preta” dos salários

  O presidente da Comissão de Fiscalização e Controle do Senado, senador José Reguffe (Podemos-DF), afirmou nesta quarta-feira (24/02) que vai cobrar oficialmente da Itaipu...

Moraes autoriza Daniel Silveira a participar de reuniões do Conselho de Ética

  O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Alexandre de Moraes, autorizou nesta quarta-feira (24/02), o deputado federal Daniel Silveira (PSL/RJ) a participar, por meio de videoconferência, das...

Brasil registra 1.428 óbitos e 66 mil casos de COVID-19 nas últimas 24 horas

  O Ministério da Saúde divulgou os dados mais recentes sobre o coronavírus no Brasil nesta quarta-feira (24/02). O país registrou 1.428 mortes nas últimas 24...

Alcolumbre é eleito presidente da CCJ do Senado

O ex-presidente do Senado Davi Alcolumbre (DEM/AP) foi eleito presidente da Comissão de Constituição e Justiça CCJR da Casa. Seu nome foi escolhido por aclamação, quando não há...
Jonas Mellohttps://www.jornaldelesteaoeste.com/
Jornalista radialista e editor-chefe do Jornal de Leste a Oeste e do blog do Jonas Mello

 

O ministro da economia, Paulo Guedes, já tem pronto um “plano B”; caso a pandemia da COVID-19 perdure por mais tempo. Para isso, Guedes sugere redução significativa no número de beneficiários. Em 2020, 56 milhões receberam ajuda do Governo Bolsonaro para enfrentar a grave crise econômica que se instalou no país devido aos consecutivos lockdowns impostos por governadores e prefeitos, que faliu milhares de empresas e aumentou, drasticamente, o desemprego.
A ideia seria conceder um benefício de R$ 200,00 aos mais necessitados dentre os informais, por mais três meses. A medida poderá ser adotada por meio de crédito extraordinário (fora dos gastos da União), mas ainda precisa da aprovação do Congresso Nacional no âmbito de uma PEC Emergencial. Se aprovado, custará à União, pelo menos, R$ 7 bilhões por mês.
Mas, por enquanto, só há especulações porque, tanto Paulo Guedes quanto o presidente do Brasil Jair Messias Bolsonaro, já afirmaram ser a favor da manutenção do teto de gastos em 2021; indicando que o auxílio não é “vitalício” nem “duradouro”. “Não pode ficar gritando guerra toda hora. Nós temos que ter muito cuidado. Quer criar o auxílio emergencial de novo, tem que ter muito cuidado, pensa bastante. Porque, se fizer isso, não pode ter aumento automático de verbas para educação, para segurança pública, porque a prioridade passou a ser absoluta (para o auxílio)”, explicou o ministro.
- Advertisement -

Ùltimas Notícias

Senado brasileiro vai cobrar de Itaipu que abra “caixa preta” dos salários

  O presidente da Comissão de Fiscalização e Controle do Senado, senador José Reguffe (Podemos-DF), afirmou nesta quarta-feira (24/02) que vai cobrar oficialmente da Itaipu...

Moraes autoriza Daniel Silveira a participar de reuniões do Conselho de Ética

  O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Alexandre de Moraes, autorizou nesta quarta-feira (24/02), o deputado federal Daniel Silveira (PSL/RJ) a participar, por meio de videoconferência, das...

Brasil registra 1.428 óbitos e 66 mil casos de COVID-19 nas últimas 24 horas

  O Ministério da Saúde divulgou os dados mais recentes sobre o coronavírus no Brasil nesta quarta-feira (24/02). O país registrou 1.428 mortes nas últimas 24...

Alcolumbre é eleito presidente da CCJ do Senado

O ex-presidente do Senado Davi Alcolumbre (DEM/AP) foi eleito presidente da Comissão de Constituição e Justiça CCJR da Casa. Seu nome foi escolhido por aclamação, quando não há...

Conselho de Ética define relatores dos casos Silveira e Flordelis

  O presidente do Conselho de Ética e Decoro Parlamentar da Câmara dos Deputados, Juscelino Filho (DEM/MA), designou, nesta quarta-feira (24/02), o deputado federal Fernando...