20.3 C
Brasília
sexta-feira, fevereiro 26, 2021

Pix chega a 25% dos brasileiros, movimenta R$ 203 bilhões e deve ganhar novas funções

Leia Também

Jonas Mellohttps://www.jornaldelesteaoeste.com/
Jornalista radialista e editor-chefe do Jornal de Leste a Oeste e do blog do Jonas Mello

 

Novo sistema de pagamentos instantâneos do Banco Central do Brasil, o Pix completa exatos dois meses de operação neste sábado, (16/01). Neste período, mostrou números expressivos, crescimento acelerado e enorme volume de transações, mas ainda não engrenou entre lojistas e empresas. De 16 de novembro de 2020, quando entrou oficialmente em operação, até agora, já foram realizadas mais de 237 milhões de operações utilizando o novo sistema, movimentando um total de mais de 203 bilhões de reais.
A esmagadora maioria das transferências foi feita por pessoas físicas: em dezembro de 2020, das 121,5 milhões de operações realizadas, 105 milhões, ou 86%, foram de pessoas física para pessoa física. “Os números expressam um crescimento gradual e consistente na adoção do Pix pela população e pelas empresas. Como esperado, a adoção entre pessoas foi mais alta nesse momento inicial, mas com a maior popularidade do Pix, é esperado que haja um crescimento maior nas transações envolvendo empresas”, disse o Banco Central à revista exame, através de sua assessoria de imprensa.
- Advertisement -

Ùltimas Notícias

Auxílio Emergencial: veja as principais mudanças do novo pagamento

      A volta do auxílio emergencial já é oficial, segundo o governo federal. No entanto, para o retorno é preciso estabelecer o financiamento do programa,...