21.3 C
Brasília
sábado, fevereiro 29, 2020

Plenário do Senado Federal deve votar MP do Agro nos próximos dias

Medida Provisória facilita crédito e financiamento de dívidas para produtores rurais ... Ver mais

Plenário analisa projeto que altera regras do Imposto sobre Serviços

Leia Também

Plenário do Senado Federal deve votar MP do Agro nos próximos dias

Medida Provisória facilita crédito e financiamento de dívidas para produtores rurais ... Ver mais

Deputada Patrícia Aguiar assumirá função na Unale em defesa dos direitos da mulher

A deputada estadual Patrícia Aguiar (PSD) assumirá a vice-presidência de Assuntos Políticos na Secretaria da Mulher na União Nacional dos Legisladores e Legislativos Estaduais...

Governo prorroga prazo para aplicação da nova carteira de identidade

Órgãos têm mais um ano para se adequar aos novos padrões do documento O governo prorrogou para março de 2021 a obrigatoriedade na adoção do...

Prefeitura de Fortaleza divulga calendário da entrega de materiais do Academia Enem 2020

Os locais de retirada do kit do AE2020 podem ser conferidos pela internet A Prefeitura de Fortaleza divulga a data de entrega do material...
Jonas Mellohttps://www.jornaldelesteaoeste.com/
Jornalista radialista e editor-chefe do Jornal de Leste a Oeste e do blog do Jonas Mello

O Plenário da Câmara dos Deputados analisa o Projeto de Lei Complementar (PLP) 461/2017, do Senado Federal, que cria uma transição para que o Imposto sobre Serviços (ISS), a cargo dos municípios, passe a ser pago à cidade na qual os serviços são efetivamente prestados.

A mudança atinge serviços com pulverização dos usuários, como planos de saúde e administradoras de cartão de crédito. Um substitutivo do deputado Herculano Passos (MDB-SP) deixa todas as decisões sobre regras de apuração a cargo do Comitê Gestor das Obrigações Acessórias do Imposto sobre Serviços.

Transição
 
A transição estabelecida pelo relator após aceitar emendas dos deputados prevê que, até o fim de 2020, 66,5% do ISS nesses tipos de serviços ficarão com o município do local do estabelecimento do prestador do serviço e 33,5% com o município do domicílio do tomador.
Em 2021, será o inverso: 33,5% do ISS ficarão com o município do local do estabelecimento do prestador do serviço e 66,5% com o município do domicílio do tomador. Em 2022, 15% ficarão com a cidade do prestador do serviço e 85% com a cidade do tomador.
A partir de 2023, 100% do ISS ficará com o município do domicílio do tomador.
- Advertisement -

Ùltimas Notícias

Plenário do Senado Federal deve votar MP do Agro nos próximos dias

Medida Provisória facilita crédito e financiamento de dívidas para produtores rurais ... Ver mais

Deputada Patrícia Aguiar assumirá função na Unale em defesa dos direitos da mulher

A deputada estadual Patrícia Aguiar (PSD) assumirá a vice-presidência de Assuntos Políticos na Secretaria da Mulher na União Nacional dos Legisladores e Legislativos Estaduais...

Governo prorroga prazo para aplicação da nova carteira de identidade

Órgãos têm mais um ano para se adequar aos novos padrões do documento O governo prorrogou para março de 2021 a obrigatoriedade na adoção do...

Prefeitura de Fortaleza divulga calendário da entrega de materiais do Academia Enem 2020

Os locais de retirada do kit do AE2020 podem ser conferidos pela internet A Prefeitura de Fortaleza divulga a data de entrega do material...

Ministério da Saúde antecipada campanha de vacinação contra gripe em todo o Brasil

A campanha nacional de vacinação contra a gripe será antecipada para 23 de março,de acordo com o ministro da saúde Luiz Henrique Mandetta. De...