20.3 C
Brasília
quinta-feira, fevereiro 25, 2021

Crateús: Deputada Aderlânia homenageia Pequeno Jacob com Centro de Esportes

      Foi aprovado, nesta quinta-feira (25/02), na Assembleia Legislativa do Ceará, o Projeto de Lei 422/2019, de autoria da deputada Aderlânia Noronha (SD/CE), que denomina...

Secretário de Saúde que vacinou a própria esposa pede exoneração do cargo

Leia Também

Crateús: Deputada Aderlânia homenageia Pequeno Jacob com Centro de Esportes

      Foi aprovado, nesta quinta-feira (25/02), na Assembleia Legislativa do Ceará, o Projeto de Lei 422/2019, de autoria da deputada Aderlânia Noronha (SD/CE), que denomina...

Câmara aprova admissibilidade da PEC sobre imunidade parlamentar

  Clique aqui para ler o texto da PEC 03/2021   A Câmara dos Deputados votou na quarta-feira (24/02) a admissibilidade da PEC 03/2021 que determina que a prisão em...

Segundo o TCU, pagamentos irregulares do auxílio emergencial totalizaram R$ 54 bilhões

  Aplicativo auxílio emergencial do Governo Federal.   Pagamentos irregulares do auxílio emergencial representaram um rombo aos cofres públicos no valor de R$ 54,66 bilhões em 2020,...

Daniel Silveira sente abandono de colegas e critica base governista na PEC da Imunidade: ‘fui boi de piranha’

O deputado federal Daniel Silveira (PSL-RJ) reclamou de parlamentares da base do governo de Jair Messias Bolsonaro que na semana passada votaram pela sua prisão e, ontem, pela...
Jonas Mellohttps://www.jornaldelesteaoeste.com/
Jornalista radialista e editor-chefe do Jornal de Leste a Oeste e do blog do Jonas Mello

 

O secretário de Saúde e Assistência Social de Pires do Rio, em Goiás, Assis Silva Filho, pediu exoneração no domingo (24/01). A solicitação ocorre dois dias depois dele ter admitido, em uma rede social, que vacinado a própria esposa, que não pertence ao grupo prioritário, na primeira etapa da imunização contra a COVID-19. Silva Filho afirma que sua decisão ocorre em caráter “irrevogável”, “irretratável” e de “cunho pessoal”. Ele havia sido afastado do cargo por 60 dias, a pedido do Ministério Público do Estado de Goiás (MP/GO), que afirma que o ato do servidor constitui crimes de abuso de autoridade e prevaricação, uma vez que o secretário confessou que se utilizou do cargo movido por sentimentos pessoais – a investigação seguirá normalmente.
Segundo a acusação do MP/GO), seriam vacinados em Pires do Rio, inicialmente, profissionais da saúde, pessoas idosas residentes em instituições de longa permanência, pessoas a partir de 18 anos com deficiência, moradores em residências inclusivas e a população indígena. Em uma transmissão ao vivo em seu perfil no Facebook, Assis Silva Filho afirmou que quebrou a ordem de imunização na cidade para “preservar a vida e a saúde da mulher da minha vida”. “Apóstolos também erraram e eu também cometi, por um vacilo e um descuido, um erro”, disse.
Fonte: Jovem Pan News
- Advertisement -

Ùltimas Notícias

Crateús: Deputada Aderlânia homenageia Pequeno Jacob com Centro de Esportes

      Foi aprovado, nesta quinta-feira (25/02), na Assembleia Legislativa do Ceará, o Projeto de Lei 422/2019, de autoria da deputada Aderlânia Noronha (SD/CE), que denomina...

Câmara aprova admissibilidade da PEC sobre imunidade parlamentar

  Clique aqui para ler o texto da PEC 03/2021   A Câmara dos Deputados votou na quarta-feira (24/02) a admissibilidade da PEC 03/2021 que determina que a prisão em...

Segundo o TCU, pagamentos irregulares do auxílio emergencial totalizaram R$ 54 bilhões

  Aplicativo auxílio emergencial do Governo Federal.   Pagamentos irregulares do auxílio emergencial representaram um rombo aos cofres públicos no valor de R$ 54,66 bilhões em 2020,...

Daniel Silveira sente abandono de colegas e critica base governista na PEC da Imunidade: ‘fui boi de piranha’

O deputado federal Daniel Silveira (PSL-RJ) reclamou de parlamentares da base do governo de Jair Messias Bolsonaro que na semana passada votaram pela sua prisão e, ontem, pela...

Governo vai tirar Correios e seu passivo de R$14 bilhões das costas do cidadão

  A privatização da estatal Correios é tão necessária quanto urgente, e por essa razão o ministro Comunicações Fábio Faria deflagrou o processo na quarta-feira...