20.3 C
Brasília
segunda-feira, março 8, 2021

Humorista de ‘A Praça É Nossa’ morre por complicações do coronavírus

O humorista Kleber Lopes, intérprete do personagem Rick Marcos no programa "A Praça É Nossa", do SBT, morreu morreu aos 39 anos na manhã deste...

Vacina: o que falta para o Brasil deixar de depender de outros países

Leia Também

Humorista de ‘A Praça É Nossa’ morre por complicações do coronavírus

O humorista Kleber Lopes, intérprete do personagem Rick Marcos no programa "A Praça É Nossa", do SBT, morreu morreu aos 39 anos na manhã deste...

Nova cédula de 1 milhão de bolívares venezuelanos vale menos que US$1dólar

  A partir desta segunda-feira (08/03), as cédulas de 200.000, 500.000 e 1 milhão de bolívares venezuelanos começarão gradativamente a circular. Essas três novas notas...

Testes com remédio oral contra o coronavírus têm resultados promissores

  A gigante farmacêutica Merck Sharp & Dohme - MSD e um laboratório americano anunciaram no sábado (06/03) que um medicamento oral contra a COVID-19...

Brasil e Israel assinam acordo de cooperação para conter pandemia

  Brasil e Israel assinaram neste domingo (07/03) um acordo bilateral de cooperação na luta contra a pandemia da COVID-19 e em áreas, como tecnologia e segurança. O...
Jonas Mellohttps://www.jornaldelesteaoeste.com/
Jornalista radialista e editor-chefe do Jornal de Leste a Oeste e do blog do Jonas Mello

Resultado de imagem para Vacina: o que falta para o Brasil deixar de depender de outros países

 

A pandemia de COVID-19 escancarou algo que os pesquisadores e a indústria nacional já sabem há anos. O Brasil é completamente dependente de outros países para produzir medicamentos e vacinas. Se há algum consolo, não somos os únicos. Grande parte das nações precisa, em algum grau, de insumos e dos Ingredientes Farmacêuticos Ativos (IFAs) produzidos na China e na Índia. Durante a pandemia, esses países, detentores da tecnologia de produção, decidiram quem receberia (e com que velocidade) a vacina contra a COVID-19.

A história de como chegamos a este ponto começa nos anos 1980. O Brasil produzia cerca de 50% dos IFA’s consumidos no país (hoje, só fabrica 5%), e era autossuficiente na fabricação de antibióticos, por exemplo, suprindo o mercado nacional e exportando. A empresa Intex gerava boa parte das vacinas para abastecer o Programa Nacional de Imunização (PNI). Porém, com a necessidade de um controle de qualidade mais rígido e de novas normas, a empresa decidiu fechar as portas. Para suprir essa falta, os laboratórios públicos foram favorecidos — com investimentos no Instituto Butantan e na Fundação Oswaldo Cruz, principalmente, o que acabou prejudicando a iniciativa privada.

Além do custo alto de produção, as condições se tornaram desiguais, pois o governo compra preferencialmente de instituições públicas. Ainda segundo o especialista, “a China e a Índia criaram ambientes com pouca regulamentação e muito recurso, e houve um movimento mundial das indústrias, que se mudaram para lá”. Nesse movimento, ficou muito mais barato importar tudo do que produzir em território nacional. As fábricas que o Brasil tinha se tornaram meros centros de envaze, sem capacidade tecnológica de produzir fórmulas.

- Advertisement -

Ùltimas Notícias

Humorista de ‘A Praça É Nossa’ morre por complicações do coronavírus

O humorista Kleber Lopes, intérprete do personagem Rick Marcos no programa "A Praça É Nossa", do SBT, morreu morreu aos 39 anos na manhã deste...

Nova cédula de 1 milhão de bolívares venezuelanos vale menos que US$1dólar

  A partir desta segunda-feira (08/03), as cédulas de 200.000, 500.000 e 1 milhão de bolívares venezuelanos começarão gradativamente a circular. Essas três novas notas...

Testes com remédio oral contra o coronavírus têm resultados promissores

  A gigante farmacêutica Merck Sharp & Dohme - MSD e um laboratório americano anunciaram no sábado (06/03) que um medicamento oral contra a COVID-19...

Brasil e Israel assinam acordo de cooperação para conter pandemia

  Brasil e Israel assinaram neste domingo (07/03) um acordo bilateral de cooperação na luta contra a pandemia da COVID-19 e em áreas, como tecnologia e segurança. O...

CONMEBOL e FIFA suspendem os jogos de março das Eliminatórias da América do Sul

  O que já era dado como certo agora é oficial: estão suspensas as duas rodadas de março das Eliminatórias Sul-Americanas para a Copa do...