20.3 C
Brasília
domingo, março 7, 2021

CoronaVac pode não proteger de variante, ao contrário de Oxford, Covaxin, Pfizer e Moderna

A vacina chinesa desenvolvida pela Sinovac em parceira com o Instituto Butantan, a CoronaVac, pode ser ineficiente no combate à variante brasileira do novo...

Venda de ivermectina cresce 466% no ano

Leia Também

CoronaVac pode não proteger de variante, ao contrário de Oxford, Covaxin, Pfizer e Moderna

A vacina chinesa desenvolvida pela Sinovac em parceira com o Instituto Butantan, a CoronaVac, pode ser ineficiente no combate à variante brasileira do novo...

Brasil poderá ter 6 tipos de vacina contra as infecções do coronavírus

  Mais de 6,5 milhões de brasileiros já foram vacinados contra a COVID-19 com a primeira dose da CoronaVac ou da vacina de Oxford, imunizantes...

Rogério Marinho e Bolsonaro no Patriotas

  O presidente do Brasil Jair Messias Bolsonaro avisou a aliados que anunciará seu novo partido "em breve". Repetiu que o comando da sigla escolhida nos Estados será...

China registra aumento recorde nas exportações no início de 2021

  As exportações da China cresceram 60,6% no primeiro bimestre deste ano na comparação com janeiro e fevereiro de 2020, de acordo com dados anunciados...
Jonas Mellohttps://www.jornaldelesteaoeste.com/
Jornalista radialista e editor-chefe do Jornal de Leste a Oeste e do blog do Jonas Mello

 

A venda de ivermectina no mercado farmacêutico explodiu na pandemia e cresceu 466% no acumulado de 2020 até novembro, na comparação com o mesmo período de 2019. O dado é da IQVIA, uma das maiores consultorias de informações sobre saúde, e foi obtido pela coluna por indústrias do setor. Sem eficácia comprovada por autoridades sanitárias para a prevenção das infecções do novo coronavírus, o antiparasitário é defendido pelo atual presidente da República Jair Messias Bolsonaro, que sugeriu o uso diversas vezes à população. 

Uma caixa do medicamento genérico com quatro comprimidos custa de R$ 17,00 a R$ 22,00 de acordo com consulta em drogarias realizada nesta quinta (07/01). Em 2020, a indústria comercializou 42,3 milhões de caixas do remédio, com pico em julho, que somou mais de 12 milhões. O medicamento integra o apelidado kit COVID-19, conjunto de produtos sem comprovação científica contra a doença, que inclui hidroxicloroquina e azitromicina.

- Advertisement -

Ùltimas Notícias

CoronaVac pode não proteger de variante, ao contrário de Oxford, Covaxin, Pfizer e Moderna

A vacina chinesa desenvolvida pela Sinovac em parceira com o Instituto Butantan, a CoronaVac, pode ser ineficiente no combate à variante brasileira do novo...

Brasil poderá ter 6 tipos de vacina contra as infecções do coronavírus

  Mais de 6,5 milhões de brasileiros já foram vacinados contra a COVID-19 com a primeira dose da CoronaVac ou da vacina de Oxford, imunizantes...

Rogério Marinho e Bolsonaro no Patriotas

  O presidente do Brasil Jair Messias Bolsonaro avisou a aliados que anunciará seu novo partido "em breve". Repetiu que o comando da sigla escolhida nos Estados será...

China registra aumento recorde nas exportações no início de 2021

  As exportações da China cresceram 60,6% no primeiro bimestre deste ano na comparação com janeiro e fevereiro de 2020, de acordo com dados anunciados...

Brasil: até abril, 77% dos vacinados no país vão receber a Coronavac

    Até o final de março, 77% das vacinas contra COVID-19 disponíveis no Brasil serão entregues pelo Instituto Butantan. São as Coronavac, chamadas por Jair...